learn
begginer

Como o mercado de criptomoedas funciona?

Negociar criptomoedas pode ser complexo e arriscado. Aprenda sobre padrões de mercado, análise fundamental e estratégias de gestão de ativos para tomar decisões de negociação informadas neste mercado volátil.
Como o mercado de criptomoedas funciona?

O mercado cripto cresceu e se tornou popular nos últimos anos, à medida que as criptomoedas estão gradualmente começando a dominar o mundo. Desde a introdução do Bitcoin no mercado, há mais de uma década, seu rápido crescimento e seu valor atual se aproximando do ouro, grande parte da população mundial passou a se interessar pelas criptomoedas.

Nesse mercado, timing é tudo. O timing correto permite obter recompensas significativamente maiores. O maior objetivo é, sem dúvidas, ganhar dinheiro comprando ou vendendo criptomoedas. Como os preços do Bitcoin e de outras cripto ainda são tão imprevisíveis, muitos traders (negociadores, em tradução livre) optam por HODL (ou hold, que seria segurar, na linguagem das criptomoedas), ou seja, por não vender suas criptos, apenas comprar em momentos oportunos, pois parece mais seguro e tentador.

Aqui está um guia simples para entender o que é a negociação de criptomoedas e como ela funciona.

O que é a negociação de criptomoedas?

A negociação de criptomoedas é a ação de comprar ou vender criptomoedas, "apostando" como o preço delas irá mudar e se tornar lucrativo. A maneira mais fácil e rápida de fazer isso é usando as corretoras de criptomoedas, mais conhecias como exchanges. Também é possível fazer isso por meio de um contrato de diferença (CFD), também chamados de contratos futuros.

A negociação de CFD é um tipo de ativo que permite apostar no preço do Bitcoin (BTC) sem possuir a própria moeda. Você pode fazer uma posição longa (comprar) se acreditar que o preço de uma criptomoeda vai subir, ou uma posição curta (vender) se acreditar que ela vai cair. Ambas são ativos alavancados, o que significa que você só precisa de um pequeno depósito, chamado margem de negociação de criptomoedas, para ter exposição total ao mercado subjacente. No entanto, como seu lucro ou prejuízo ainda é baseado no valor do seu investimento, o uso de alavancagem para negociar criptomoedas amplia tanto seus lucros quanto suas perdas.

Além disso, os compradores usam opções de criptomoedas para reduzir seu risco ou obter mais exposição ao mercado. A negociação de opções de criptomoedas é uma ferramenta financeira "derivativa", o que significa que seu valor é baseado no preço de outro ativo, que neste caso é a criptomoeda.

Antes mesmo de pensar em entrar na negociação de criptomoedas, você deve conhecer bastante os ativos e as tecnologias envolvidas. O Bitcoin é a base para milhares de outras criptomoedas. Assim como negociar ações e outros mercados financeiros, negociar cripto pode ser complicado e envolver muitas partes diferentes.

O Bitcoin foi a primeira criptomoeda quando foi lançado em 2009. Ainda é a mais popular e possui a maior capitalização de mercado. Altcoins são todas as outras moedas digitais que não são o Bitcoin. Ether (ETH) é a maior delas.

Com o tempo, no entanto, toda uma indústria se desenvolveu em torno de outros bens e ativos digitais que podem ser negociados e vendidos por dinheiro.

Fundamentos da negociação de criptomoedas

Podemos definir o mercado de criptomoedas como um mercado que nunca dorme, determinando o valor do Bitcoin segundo a segundo e dia a dia. Como o Bitcoin é um ativo digital independente com um mercado aberto para determinar seu valor, ele tem problemas de volatilidade em contraste com a maioria das moedas.

Portanto, é crucial para iniciantes terem uma compreensão básica de como os mercados de criptoativos operam, para poderem percorrer os mercados com segurança, e maximizar seus benefícios.

A escala e a complexidade podem variar desde uma troca simples por dinheiro fiduciário, como o dólar e real, até o uso de várias combinações de negociação para aproveitar o mercado e expandir a carteira de investimentos. É claro que a exposição ao risco de um trader aumenta à medida que o tamanho e a complexidade de uma transação com criptomoeda também aumenta.

Vamos primeiro revisar alguns fundamentos.

Tipos de transação com criptomoeda

Uma transação com criptomoeda envolve um comprador e um vendedor. Sempre haverá um lado que se beneficiará mais de uma negociação, pois existem dois lados concorrentes: uma compra e uma venda. Como resultado, a negociação é, por sua própria natureza, um jogo de soma zero, no qual existem vencedores e perdedores. O conhecimento básico de como os mercados de Bitcoin funcionam pode ser usado para reduzir perdas potenciais e maximizar ganhos.

Quando um comprador e um vendedor concordam com um preço, a negociação é realizada (por meio de uma exchange) e o valor de mercado do ativo é estabelecido. Os compradores geralmente estabelecem suas ordens a um preço mais baixo do que os vendedores. Assim, os dois lados de um livro de ordens são criados.

Os preços das criptomoedas frequentemente aumentam quando há mais ordens de compra do que ordens de venda, pois há uma maior demanda pelo ativo. Por outro lado, quando há mais vendedores do que compradores, o preço cai. É a básica lei de oferta e demanda.

Compras e vendas são geralmente representadas em cores distintas nas interfaces das exchanges, geralmente em verde e vermelho. Isso é feito para informar rapidamente o trader (negociador) sobre a condição do mercado em qualquer momento específico.

Você já pode ter ouvido por aí o maior lema do trading "Compre barato, venda caro". O ditado é uma ilustração fundamental do que move os compradores e vendedores em um mercado, mas pode ser desafiador, pois os preços altos e baixos podem ser relativos.

Simplificando, você quer gastar o mínimo possível ao realizar uma transação. Se você quer vender algo, deseja obter o maior retorno do seu investimento. Há também a possibilidade de fazer operações de venda a descoberto de ativos. Como isso funciona?

Fazer uma posição longa em um ativo (long) é comprar um ativo e ganhar dinheiro com o movimento de alta no preço do ativo. Por outro lado, vender um ativo com o objetivo de comprá-lo de volta quando seu valor cair abaixo do nível em que você o vendeu, para lucrar com uma queda de preço, é conhecido como venda a descoberto de um ativo. No entanto, a venda a descoberto envolve a venda de ativos emprestados que serão devolvidos posteriormente e é um pouco mais complexa do que essa explicação básica.

Analisando dados de mercado

A verdade é que "o mercado" é apenas pessoas comprando e vendendo coisas. Para os iniciantes, "o mercado" pode parecer um sistema complicado que apenas um profissional poderia entender. À primeira vista, negociar criptomoedas pode parecer um conceito misterioso. Mas assim que você começa a entender, se torna muito mais claro.

A soma de todas as ordens de compra e venda abertas representa o estado do mercado em um determinado momento. Para ler o mercado, um trader deve constantemente buscar padrões ou tendências ao longo do tempo e decidir se deve agir sobre eles. Padrões de mercado otimistas e pessimistas estão presentes de forma geral.

Um mercado "otimista" (bullish market), também conhecido como mercado em alta, é aquele em que a atividade de preço parece estar subindo gradualmente. Essas altas de preço, frequentemente chamadas de "pumps", ocorrem como resultado de um aumento na demanda. Quando a atividade de preço parece estar diminuindo consistentemente, diz-se que o mercado está "pessimista" (bearish market) ou em baixa. Essas quedas significativas de preço, frequentemente chamadas de "dumps", ocorrem como resultado de vendas em grande escala.

Como começar a negociar criptomoedas?

Existem muitos métodos diferentes para negociar criptomoedas e é necessário ter conhecimento suficiente antes de começar a negociá-las. Além disso, é importante estar ciente dos riscos envolvidos e de quaisquer regulamentações locais que possam ser relevantes antes de tomar decisões.

Abra uma conta em uma exchange de cripto

Se você ainda não possui criptomoedas, precisará criar uma conta em uma exchange de criptomoedas. A digitra.com é uma delas. Lá você encontra uma variedade moedas disponíveis e sua interface é simples de usar.

Assim como em uma corretora de ações, você precisará fornecer informações pessoais de identificação para abrir uma conta. Seu endereço, data de nascimento, CPF e endereço de e-mail estão entre os requisitos de verificação da conta (KYC) e que devem ser fornecidos para completar seu registro.

Faça um depósito

Depois de se registrar em uma exchange, você precisará fazer seu primeiro depósito. O método mais econômico para depositar na sua conta geralmente é uma transferência bancária, no caso de moedas fiduciárias. Na digitra.com, você pode depositar tanto criptomoedas quanto moedas fiduciárias, como o real.

Escolha uma criptomoeda para investir

Bitcoin e Ether são as duas criptomoedas em que a maioria dos traders investe, mas muitos alocam parte de seu capital em altcoins menores. No entanto, é indicado pesquisar e buscar por indicadores técnicos para tomar sua decisão.

Criptomoedas de médio e pequeno porte têm um maior potencial de crescimento, apesar de serem mais arriscadas do que as criptomoedas de grande porte. Mas cuidado, pois com o crescimento exponencial desse mercado, muitos golpistas também ganharam espaço, criando projetos sem fundamentos, baseados apenas no hype de redes sociais.

Comece a negociar

O processo básico de negociar uma criptomoeda consiste em realizar uma transação de compra ou venda na exchange na qual você abriu uma conta.

Depois de depositar dinheiro na conta, verifique se a plataforma possui o par de moedas que você deseja negociar. Por exemplo, se você quer comprar bitcoin com real (BTC-Real), a plataforma deve ter o par BTC/REAL.

O processo detalhado da transação dependerá da plataforma que você está usando. Cada uma delas tem seu próprio passo a passo de negociação. No entanto, em geral, você irá procurar pela área de negociação - escolher o tipo de transação (compra ou venda) - selecionar o par/cripto que você deseja negociar - definir o tipo de preço (limitado ou de mercado). Se escolher o preço limitado, defina o preço da moeda - escolha a quantidade que deseja negociar - e confirme a transação.

Esse é o processo básico, mas certifique-se de entender como sua exchange funciona antes de negociar quaisquer moedas. As plataformas também possuem requisitos mínimos, como o valor mínimo para negociação, valor mínimo para saque, etc. Pesquisar como isso funciona na sua exchange.

Além dessas opções de negociação simples, as exchanges de criptomoedas oferecem vários outros serviços, como staking, derivativos, contratos futuros e muito mais. Você deve pesquisar e aprender sobre essas opções antes de definir sua estratégia de investimento, caso queira explorar outras possibilidades no universo das criptomoedas.

Mantenha sua cripto segura

Se você está fazendo trading ativo de BTC, precisará manter seu dinheiro na exchange para ter acesso a ele. Por outro lado, se você planeja adquirir criptomoedas para mantê-las no médio ou longo prazo, é recomendado ter uma carteira de cripto, hot wallet (carteira quente) ou cold wallet (carteira fria).

Esses dois tipos diferentes de carteiras são: carteiras de software (hot wallets) e carteiras de hardware (cold wallets). Ambas são seguras, mas as carteiras de hardware oferecem o maior alto nível de segurança, pois armazenam sua cripto em um dispositivo físico, e não dependem de uma conexão online.

Análise básica do mercado

Como avaliar o potencial de um criptoativo?

A análise fundamental examina a indústria, a tecnologia ou os ativos de um mercado, enquanto a análise técnica analisa dados de mercado para estabelecer estratégias de negociação.
Como saber se os fundamentos de um ativo são apenas hype, tecnologia exagerada ou simplesmente não são nada? A análise fundamental de um novo ativo deve considerar vários fatores, incluindo:

Desenvolvedores e criadores do projeto

Antes de comprar um ativo de bitcoin, verifique a credibilidade dos desenvolvedores e de quem está por trás da criação do projeto. Qual é o histórico deles? Quais produtos eles já lançaram? Eles estão desenvolvendo ativamente o protocolo do token?

Comunidade

A negociação de criptomoedas depende da comunidade. Usuários, detentores de tokens e entusiastas impulsionam esses ativos e tecnologias. Toda nova tecnologia tem aspectos sociais. Devido ao alto risco e à participação frequente de investidores não profissionais, o espaço muitas vezes é tóxico e dividido. Portanto, a abertura para conversas comunitárias tem muito valor no mercado cripto.

Especificações técnicas

Diferentemente da análise técnica de mercado, as especificações técnicas de um ativo criptográfico incluem o algoritmo da rede (como ela mantém a segurança, o tempo de atividade e o consenso) e aspectos de emissão, como os prazos dos blocos, o suprimento máximo de tokens e a estratégia de distribuição. Um trader pode decidir se investe em uma rede de criptomoedas examinando cuidadosamente seus protocolos e política monetária.

Inovação

Desenvolvedores e empreendedores encontraram usos adicionais para o blockchain do Bitcoin e criaram novos protocolos para suportá-los. O caso de uso original do Bitcoin era dinheiro eletrônico. Portanto, veja quais inovações o projeto traz para o mercado. É apenas mais um ativo? Ou está criando e trazendo outros benefícios para quem investe nele?

Liquidez

Os mercados precisam de liquidez. O ativo tem negociações confiáveis? Quais pares de negociação existem? O volume de negociação/transações é bom? Grandes stakeholders negociam no mercado? Qual é o impacto deles?

Um novo protocolo revolucionário pode ser lançado, mas constr